Formação humana

Por Eduarda Fernandes, FK

//
A realidade e os desafios da família

A realidade e os desafios da família

Atualmente os avanços tecnológicos nos fornece acesso irrestrito a informações que agregam valor, por esse motivo sofremos uma realidade não muito agradável, que nos põe em contato com perigos, destacando aqui: violência, drogas, desemprego, consumismo e tantos outros que costumam atingir a realidade das famílias. Costumo dizer que não existe receita para aprender a fazer o bem e nem de como fazê-lo, porém existe algo que é fundamental como base para isto, a estrutura familiar. Desta forma, enfatizo as palavras da poetiza Cora Coralina: “O saber a gente aprende com os mestres e com os livros. Sabedoria se aprende com a vida e com os humildes”.

O Papa Francisco fala, em sua exortação apostólica Amoris Laetitia (A alegria do amor), que não se pode controlar todas as situações pelas quais poderá passar um filho, mas que a família não deve renunciar a ser um lugar de apoio, de acompanhamento, de guia dos filhos. Recomenda ainda que não deixemos de questionar quem oferece entretenimento e diversão.

Os nossos pais se esforçam em nos ensinar coisas como: falar, andar, comer, amar, educar, respeitar e sermos pessoas honestas e integras, considerando o que eles têm como valores de vida. Porém, ao crescermos e ampliarmos nossos contatos com o mundo, somos expostos a todo o tipo de informação. Nos tempos atuais, com os avanços tecnológicos, não há controle sobre o que se tem acesso. Desta maneira, somente recorrendo a uma base familiar solidamente constituída e à constante busca pela presença de Deus entre as famílias, podemos sobrepor a esta realidade, os valores cristãos, éticos e morais, e nos tornar capazes de suportar todas as adversidades que nos coloca este mundo em que vivemos.

Os pais sempre pensam em fazer o melhor para os seus filhos, colocá-los numa boa escola, aprender outros idiomas, cursos que possam ajudá-los a conquistar uma melhor colocação no mercado profissional. Entendo que tudo isso é importante; mas criar e ensinar as leis de Deus da nossa Igreja é o principal fundamento. Assim, a primeira parte do “Instrumentum Laboris”, documento de trabalho para o Sínodo Extraordinário sobre a família, se intitula: “Comunicar o Evangelho da família hoje” e reitera antes de tudo, o “dado bíblico” da família, baseada no matrimônio entre homem e mulher, criados à imagem e semelhança de Deus e colaboradores do Senhor no acolhimento e transmissão da vida.

A realidade que vivemos hoje nos coloca em situação nada confortável na educação de nossos filhos, porém quando um homem e uma mulher se unem no matrimônio, com a benção de Deus Pai, e segue os ensinamentos de Cristo, conforme indica a palavra (Jo 14, 6-7) “Eu sou o caminho, a verdade e a Vida”; a família tende a se fortalecer e caminhar junto do Senhor, que envia o seu Espírito Santo para agir e manifestar os seus dons de sabedoria, fortaleza, conselho e outros mais, na vivência familiar.

Os dons do Espírito Santo nos auxiliam em diversas circunstâncias da vida. Assim, a família, deve constantemente estar em oração, pedindo a graça dos dons do Espírito de Deus, para que ouça a voz do coração e siga com firmeza o objetivo de propagar o amor fraterno em sua família e ao próximo.

By | 2020-07-27T18:19:17-03:00 julho 22nd, 2020|Categoria: Formação Humana|0 Comentários

Deixar Um Comentário